ponto de vista

sonoridades

arquivo »

vídeos e fotos

  • jornais A
  • Jornais B
  • Jornais C
  • Jornais D

22 de novembro de 1963

22 de novembro de 1963  no facebook(4 fotos)
Em 22 de novembro de 1963 era assassinado o presidente norte-americano John F. Kennedy. Está fazendo 50 anos. Nesse dia estava no prédio da UNE (União Nacional dos Estudantes), na praia do Flamengo (RJ), na pequena sala da UNETI (União Nacional dos Estudantes Técnicos Industriais), localizada no andar térreo, bem próximo da sempre agitada sala do CPC (Centro Popular de Cultura), quando alguém entrou e anunciou que acabava de escutar a notícia do atentado. Tinha 15 anos e já fazia política estudantil como secretário de AGIPROP (agitação e propaganda), da base do PCB (Partidão), no básico da Escola Técnica Nacional, proximidades do Maracanã. Morava em Bonsucesso, e me descolocava para o prédio da UNE na linha de ônibus Olaria – Forte de Copacabana. Usava muito os trens da Leopoldina ou os bondes da linha Penha. Naquela época uma viagem de quase uma hora. Fazia um curso sobre as reformas de base, do presidente Jango, tendo como “professor” o lendário Apolônio de Carvalho. Convivia com os seus filhos Renê e Raul, ambos da base do partido no colégio Pedro II. Lembro que os dias imediatos à morte foram de muitas discussões, confusas. Kennedy tinha cercado Cuba. Já éramos todos cubanos. E, no entanto, as informações diziam que ele tinha sido assassinado pela direta. Isso dava um nó na cabeça de todos nós. Depois veio 1964 e a escuridão!

de robert doisneau

Prisão de um franco-atirador, no Quartier Latin, em 1944.
Barricada, Place du Petit Pont, Paris, 1944.
Boulervard Raspail, Paris, 1944.
Jardineiro – Ivry-sur-Seine, 1953.

Imagens da coluna da esquerda
Tina Modotti e Edward Weston